Financiamento para livraria Cultura

A notícia de que o BNDES aprovou financiamento de R$ 28 milhões para a Livraria Cultura investir na expansão da rede e na modernização de suas lojas foi recebida pela Associação Nacional de Livrarias (ANL) como um empurrão para uma aproximação entre as independentes e o banco.

“Vemos com bons olhos o financiamento que a Cultura recebeu, mas queremos que o Governo dê empréstimos com valores menores para atender os pequenos e médios livreiros. Nem todos têm coragem de chegar e pedir um empréstimo de R$ 1 milhão, que é o valor mínimo. Vamos a Brasília tentar diminuir esse valor. R$ 500 mil seria bom”, diz Ednilson Xavier, presidente da entidade.

Com a verba, a Cultura abrirá três lojas (Shopping Iguatemi, em São Paulo, Shopping Golden Square, em São Bernardo do Campo, e Shopping Iguatemi, em Ribeirão) e seis lojas Geek.etc.br, como a do Conjunto Nacional. De acordo com o BNDES, o recurso será usado também para construir um centro de distribuição em Guarulhos, entre outros fins.

Em 2011, a Cultura recebeu outro financiamento do BNDES – no valor de R$ 31,7 milhões. Segundo informações da época, os recursos financiariam 69% do plano de investimento da rede, que previa a abertura de cinco lojas (Manaus, Recife, Curitiba e duas no Rio – a do Fashion Mall, na foto abaixo, e a do Cine Vitória).


Déficit. Para a Unesco, deveria haver uma livraria para cada 10 mil habitantes. Pelo último Censo, 193.946.886 vivem no Brasil. Segundo levantamento da ANL, existem 3.073 livrarias no País. Isso dá uma para cada 63 mil habitantes.

A região Sudeste concentra 52,5% das livrarias e é seguida pela região Sul (20%), Nordeste (17%), Centro-oeste (4%), Norte (3,5%) e DF (3%) .

Fonte: O Estadão (http://blogs.estadao.com.br/babel/categoria/livraria/?doing_wp_cron=1368974461.0155959129333496093750)

Comentários